noticias


28/01/2013 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
GM promete investir em São José e abre 3º turno em Gravataí
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

 

Empresa faz acordo com sindicato no Vale do Paraíba e vai contratar 2.450 no Sul


 

 

No dia 28, segunda-feira, metalúrgicos fazem assembleias nas entradas dos turnos da fábrica de São José dos Campos
Após um embate que já dura mais de seis meses, aGeneral Motors e o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região chegaram, no sábado, dia 26, a um acordo para trazer novos investimentos para a planta de São José dos Campos (SP). Se a proposta for aprovada em assembleia, marcada para segunda-feira, 28, a GM promete investir R$ 500 milhões na fábrica e manter 750 trabalhadores na produção do Classic até dezembro deste ano. 

Apenas um dia depois, no domingo, 27, a GM divulgou comunicado em que anuncia a abertura do terceiro turnode trabalho na fábrica de Gravataí (RS). A mudança resultará na abertura de 1.450 novos empregos diretos e outras mil vagas distribuídas em 19 sistemistas situados no Complexo Industrial Automotivo de Gravataí (Ciag). Segundo a empresa, o sucesso de vendas do Onix, lançado em outubro passado, justifica o aumento da produção na unidade gaúcha, que também começa a fabricar a versão sedã do modelo, o novo Prisma, a ser lançado em fevereiro. A planta já passou por grandes obras de expansão e modernização, foi a que recebeu o maior aporte (R$ 1,2 bilhão) do programa de investimento da GM, de R$ 5,2 bilhões de 2008 a 2012. 

Também no domingo a montadora anunciou a contratação de 180 empregados para a fábrica de motores de Joinville (SC), que já produz mas será inaugurada oficialmente no próximo dia 27 de fevereiro. 

NEGOCIAÇÃO DURA EM SÃO JOSÉ

Após nove horas de negociação, a GM e o sindicato dos metalúrgicos de São José dos Campos chegaram a uma proposta que estende por mais dois meses o período de lay-off, suspensão temporária dos contratos de trabalho, que envolve 779 empregados da unidade MVA, onde era fabricada a linha Corsa e desde metade do ano passado só é feito o Classic. Depois do período de extensão, caso sejam desligados, os trabalhadores terão direito a uma multa de três salários-base. Dos funcionários em lay-off, 150 lesionados serão realocados para atividades compatíveis no interior da unidade. 

Se a proposta for aprovada em assembleia, os funcionários que trabalham na produção do Classic entram em férias coletivas a partir de terça-feira, 29, até 14 de fevereiro. Esse período foi determinado para que a GM reponha as peças necessárias para a retomada da produção do Classic, que seria desativada caso não se chegasse a um acordo. Dessa forma, o setor de Montagem de Veículos Automotores (MVA) não seria mais fechado este ano. 

Segundo o sindicato, a proposta de acordo inclui 16 itens. Entre eles estão: 

- Investimento de R$ 500 milhões direcionados às áreas de powertrain (motores e transmissão), estamparia e S10, no período de 2013 a 2017; 
- Produção do Classic até dezembro deste ano, com 750 trabalhadores. Após esse período haverá nova negociação;
- Quem está em lay-off terá extensão do processo por dois meses. Ao final, se a empresa demitir, terá de pagar uma multa de três salários. O trabalhador poderá optar por sair imediatamente e receber cinco salários, além dos direitos trabalhistas;
- Nova grade salarial para novos funcionários, apenas na fábrica de componentes (powertrain, estamparia e plástico), com piso de R$ 1,8 mil;
- Jornada de trabalho que possibilita duas horas extras por dia. Poderá haver folga em até 12 dias por ano, que serão compensados posteriormente; 
- Reaproveitamento de lesionados em atividades compatíveis, devendo ser definidas em conjunto com o sindicato;
- Garantia do nível de emprego. 

A assembleia que votará a proposta ocorre nas entradas dos turnos da segunda-feira, 28. "O acordo será aprovado ou não pelos trabalhadores. Foi um acordo possível. Impede o fechamento do MVA e garante investimento na fábrica de São José dos Campos", diz o presidente do sindicato, Antônio Ferreira de Barros.
 
Fonte: http://www.automotivebusiness.com.br


Comentários


28/1/2013 15:42:16
Titulo: Perseverança e Bom Senso
Nome: Sérgio Bozza
Email: sergioboz@hotmail.com

fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Caros Amigos, boa tarde É sempre bom p/ todos , quando um bom acôrdo se concretiza entre as duas partes . Entendemos que a GM , precisa dos funcionários que ela treina, mantém e emprega. Por outro lado os funcionários e colaboradores, precisam também dos seus empregos p/ a continuidade e manutenção de suas vidas e de suas famílias . Assim , nesse momento a Empresa GM , precisa de um fôlego p/se reestruturar e partir p/ novo desenvolvimento de suas linhas de produção. Não sou favorável ao estimulo através de auto-demissões indenizadas, pois, na maioria das vêzes , o funcionário /empregado , não consegue sucesso em trabalhos por conta própria , o que envolve muitos conhecimentos de várias áreas, e , isso não se aprende do dia p/ a noite . Agradeço a oportunidade e , despeço-me desejando a todos sucesso e prosperidade . Deus abençõe a todos os envolvidos nesse processo. Sérgio Bozza , Profile : www.linkedin.com






Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 9-9208-9621 (WhatsApp) | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento