noticias


27/03/2013 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
GM e sindicato não se entendem e 598 perdem seus empregos
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Trabalhadores estavam com contratos suspensos desde agosto do ano passado

 

Assembleia realizada pelo sindicato na segunda-feira, 25, perdeu efeito e não evitou demissões na GM
A General Motors iniciou na terça-feira, 26, o processo de demissão de 598 funcionários da fábrica de São José dos Campos (SP) que estavam com os contratos de trabalhos suspensos (lay-off) há sete meses e cujo prazo termina nesta data. Em uma última tentativa do Sindicato dos Metalúrgicos da região para evitar as demissões, uma reunião foi realizada na sexta-feira, 22, com a montadora, que decidiu manter sua decisão em demitir a maioria dos quase 800 funcionários que estão em lay-off.

Segundo informou a assessoria da GM, parte dos demais empregados será mantida por estabilidade garantida (que têm doenças ocupacionais ou estão em fase de pré-aposentadoria). Segundo levantamento do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, 300 pessoas estão nessas condições. Um outro grupo de trabalhadores foram demitidos por meio do programa de demissão voluntária (PDV), mas a empresa não soube informar o número total desses demitidos.

No início do ano passado, 1.840 funcionários corriam o risco de perder o emprego na unidade de São José dos Campos, segundo o sindicato, com o fechamento da linha MVA (Montagem de Veículos Automotores), que deixou de produzir Corsa, Meriva e Zafira, mas que ainda monta o Classic. De lá para cá, o sindicato vem realizando forte campanha pela manutenção de todos os postos de trabalho. Em agosto de 2012, um total de 824 trabalhadores tiveram seus contratos suspensos até novembro. Em outubro, a montadora estendeu o prazo para janeiro.

Em uma nova reunião, realizada em 26 de janeiro último, empresa e empregados concordaram com a prorrogação por mais dois meses do lay-off, portanto, até 26 de março. O mesmo acordo determinava ainda o investimento de R$ 500 milhões e a continuidade de produção do modelo Classic até dezembro deste ano, que garantiu a permanência de 750 trabalhadores na MVA.

Além do Classic, o complexo industrial de São José dos Campos fabrica os modelos S10 e Blazer, além de motores, transmissão e kits para exportação. No total, o polo emprega 7,2 mil funcionários. De agosto de 2011 a setembro de 2012, a GM fechou 1.310 postos de trabalho no País, segundo dados do Caged. As demissões em São José dos Campos fazem parte do plano de reestruturação adotado pela GM em todo mundo, com a renovação de sua gama e readequação das linhas para receber os novos produtos.
 
Fonte: http://www.automotivebusiness.com.br


Comentários


Nenhum comentário no momento!



Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 9-9208-9621 (WhatsApp) | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento