noticias


10/05/2013 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
O mercado de trabalho para os jovens
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Luz no fim do túnel. Luciano controla o estoque com agilidade de um veterano. Mas o emprego é o primeiro da vida dele. O rapaz está num programa de estágios: o governo paga uma parte do salário, o empregador complementa. E Luciano faz planos.

"Claro que gostaria de ficar aqui, gosto do ambiente de trabalho, dos meus colegas também", diz ele.

Ele teve a chance que muita gente espera. Como a Andrea, que procura trabalho há um ano.

"Você faz uma entrevista, fica esperando a ligação, não te ligam, não te retornam", conta ela.

Mesmo quando a economia cresce, os jovens ficam para trás na briga pelos empregos que vão surgindo. Brasileiros que têm entre 16 e 24 anos são quase metade dos desempregados, nas seis maiores regiões metropolitanas do país. A situação é pior nas capitais do Nordeste, e entre as famílias de baixa renda.

Em Salvador, por exemplo, 67% dos jovens das famílias mais pobres estão desempregados. Em São Paulo são 58%. Entre os mais ricos o número cai para 22% em São Paulo e 34% em Salvador.

"O que acaba acontecendo é que a pobreza se perpetua, ou seja, o jovem ele deixa de estudar, ele não se prepara para ingressar no mercado de trabalho num outro patamar e com isso ele acaba reproduzindo aquela situação de pobreza da família dele", avalia Patrícia Lino Costa, economista.

Sebastião Danilo, de 18 anos, quer escapar desse ciclo.

"Eu pretendo entrar numa faculdade porque se não a vida pára see você é mandado embora, você não tem nada, só tem aquele emprego, então tem que ter alguma coisa, um curso uma faculdade", fala ele.

Fonte:
http://jornalnacional.globo.com



Comentários


Nenhum comentário no momento!



Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 9-9208-9621 (WhatsApp) | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento