noticias


29/05/2013 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Honda mudará sede de São Paulo para Sumaré
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Estratégia sinaliza possibilidade de nova fábrica

 

Fábrica da Honda em Sumaré (SP) também será sede administrativa
A Honda anuncia mudanças em sua estrutura organizacional: a montadora mudará sua sede administrativa, hoje toda baseada na capital paulista, para um novo prédio que será construído dentro do complexo industrial que mantém em Sumaré, a 119 quilômetros de São Paulo. O projeto, baseado no conceito global de modelo integrado one floor e utilizado pela matriz no Japão, prevê maior proximidade das áreas administrativas com a operação industrial. Segundo comunicado da empresa, divulgado na terça-feira, 28, a ação visa acelerar os processos de tomada de decisão e ganho de agilidade e competitividade, principalmente no segmento de automóveis.

O novo prédio, cuja construção se inicia neste segundo semestre e com previsão de término na segunda metade de 2014, abrigará, além da direção da empresa, as áreas de recursos humanos, controladoria, tecnologia da informação, jurídico, regulamentação de produto, relações institucionais, pós-venda, auditoria e customer service.

A divisão de motocicletas seguirá o mesmo conceito e terá um novo prédio em Manaus (AM), onde está a linha de produção das motos da marca. Com inauguração prevista para agosto próximo, o novo prédio concentrará as áreas de engenharia, que já estava sediada na capital amazonense, com desenvolvimento e compras, que ainda estão em São Paulo. Por questões comerciais, a Honda decidiu manter na capital paulista a Honda Serviços Financeiros, que reúne banco, consórcio e serviço de seguros da marca, além das áreas relacionadas à vendas de duas rodas e de produtos de força (motores estacionários).

O projeto prevê ainda a criação de escritórios regionais em São Paulo, Sumaré, Recife e Ananindeua, para aproveitar as estruturas já existentes nessas cidades, além de Brasília, visando a aproximação com a rede de concessionárias e desenvolvimento de ações de acordo com as necessidades locais. A Honda estima que todo o processo de reestruturação estará concluído até o fim do próximo ano.

Para o presidente da Honda na América do Sul, Masahiro Takedagawa, esse movimento é uma tendência natural para uma empresa que está há mais de 40 anos no País. "Temos uma história muito sólida no Brasil e a decisão de integrar as áreas faz parte da busca pela melhoria constante de nossos processos", disse em nota.

PREPARANDO O TERRENO

Takedagawa acrescentou que a readequação dos negócios no Brasil é uma forma de acelerar o processo de desenvolvimento, produção e venda de novos produtos, em busca de preços mais competitivos para o consumidor brasileiro.

"Temos objetivos ambiciosos no mercado brasileiro, que ajudarão a Honda a continuar crescendo e expandindo os seus negócios não só aqui, mas em toda a América do Sul. Estamos no País desde 1971, com a importação de motocicletas, e desde 1976 com produção nacional, em Manaus. Ao longo dos anos, conquistamos a confiança do exigente consumidor brasileiro. Estamos apenas dando mais um passo para fazer com que a Honda continue escrevendo novos capítulos de sua história de sucesso no Brasil", diz Takedagawa.

Em uma entrevista ao jornal Valor Econômico, o executivo sinalizou que a montadora já considera a possibilidade de uma segunda fábrica no País, devido à unidade de Sumaré ter alcançado o limite de sua capacidade, de 140 mil carros por ano. O volume é insuficiente para a meta da marca de vender 1 milhão de automóveis em cinco anos ou 200 mil unidades a cada doze meses.

"Precisamos crescer e, naturalmente, estamos estudando profundamente essa possibilidade [de investir em nova fábrica]", disse Takedagawa ao jornal.

A planta de Sumaré, que ocupa uma área total de 1,7 milhão de metros quadrados, não tem espaço disponível para expansão, considerando a área verde preservada e locais como estacionamento e pátio para os carros produzidos ali. Na reportagem, o presidente diz que a empresa se viu obrigada a procurar opções em outros locais e ele mesmo, desde que assumiu o cargo, em abril de 2011, disse já ter avaliado uma dezena de lugares, entre cidades de diversos estados.

Fonte:
http://www.automotivebusiness.com.br


Comentários


Nenhum comentário no momento!



Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 9-9208-9621 (WhatsApp) | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento