noticias


14/11/2013 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Dassault Systèmes migra para nuvem e espera que negócios no Brasil cheguem às alturas
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Aposta que Inovar-Auto impulsionará uso de softwares de desenvolvimento de produto.

A Dassault Systèmes (DS), empresa especializada em softwares, protótipos digitais e plataformas 3D para gerenciamento de ciclo de vida do produto (PLM, na sigla em inglês) tem uma nova estratégia para impulsionar seus negócios às alturas. A partir de janeiro de 2014, a gigante francesa disponibilizará aos seus mais de 170 mil clientes de todo mundo, de 12 segmentos industriais diferentes - de moda ao automotivo -, a possibilidade de migrar seus projetos para nuvem. 

Isso significa que a plataforma 3D Experience da DS, que já permitia criar, desenvolver, selecionar fornecedores, calcular custos, manufaturar, além de simular o comportamento de um veículo em três dimensões no mundo virtual, com reduções significativas de tempo e custo, agora pode ser acessada também por meio da "computação na nuvem". Com esta estrutura, os arquivos e servidores de grande potência não precisam mais estar dentro da empresa, pois podem estar em um provedor, o que reduz consideravelmente os custos de infraestrutura de tecnologia da informação. É só assinar e usar, sem precisar fazer grandes investimentos em treinamento, implantação e manutenção. 

A novidade virtual, que já é uma realidade para concorrentes como Siemens e Autodesk, foi anunciada por Bernard Charlès, presidente e CEO da Dassault Systèmes, durante o fórum 3D Experience, realizado em Las Vegas (EUA) entre os dias 12 e 13 com mais de mil clientes, analistas e jornalistas. 

Segundo o executivo, a migração da plataforma 3D Experience está sendo testada por cerca de mil clientes da Dassault Systèmes, incluindo empresas do setor automotivo. Charlès não revela quais, mas garante que partir de 16 de janeiro do ano que vem, o provedor da parceira AWS (Amazon Web Services) passará a armazenar softwares da DS na nuvem. 

O CEO diz que a francesa encontrou o momento certo para apostar na migração de toda plataforma. "Estamos migrando na hora certa, pois 80% das empresas de todo mundo ainda usam softwares defasados. Depois de 20 meses de simulações, o nosso portfólio, que não entrega simplesmente pedaços de softwares, mas soluções de negócios, estará disponível também na nuvem com maior capacidade de processamento. Por meio de uma loja virtual de aplicativos será possível aderi-los. Esta é a forma que encontramos para criar uma nova dinâmica de interação com os usuários." 

VANTAGENS PARA O BRASIL 

Para a indústria automotiva, a novidade trará uma série de vantagens. Olivier Sappin, vice-presidente de transporte e mobilidade da Dassault Systèmes, conta que o setor é um dos principais para a empresa, respondendo por cerca de 30% do seu faturamento global, que em 2012 foi de ? 2,02 bilhões. 

Com a migração para a nuvem, o executivo acredita que a maneira de administrar a plataforma 3D Experience será simplificada. "Será muito positivo para os fabricantes de autopeças e de veículos, porque além de ser mais fácil e rápido acessar os dados, seus custos com implementação e manutenção dos softwares serão reduzidos consideravelmente", comentou sem revelar valores. 

Atingir clientes menores que antes consideravam a plataforma muito complexa está entre os objetivos da Dassault Systèmes, bem como aumentar o fornecimento para empresas de autopeças, que assim como as montadoras de veículos têm a preocupação de desenvolver produtos globais em prazos reduzidos, mas de acordo com especificações locais. 

Dentre os principais clientes da DS, estão Ford, Toyota, Renault, Honda, Jaguar Land Rover, PSA Peugeot Citroën e Volkswagen. Entre os fabricantes de caminhões, usam seus sistemas Iveco, MAN, Scania e Volvo. A francesa fornece também para tiers 1, como Bosch, Continental, Eaton, Faurecia e Valeo, e tiers 2 e 3, como Mahle e Webasto, além de empresas de engenharia, como a italiana Pininfarina. 

Olivier Sappin diz que essas empresas aproveitam as ferramentas da plataforma 3D para desenvolvimento de seus produtos em diversos locais do mundo, incluindo o Brasil. É o caso da Dura Automotive Systems, que fornece componentes hidráulicos e elétricos para empresas como GM, Ford, Fiat e Volkswagen. 

A CEO da Dura Automotive, Lynn Tilton, esteve no fórum da Dassault Systèmes, e comentou que, graças à plataforma 3D, pode desenvolver projetos em 19 países ao mesmo tempo. A executiva afirma que o Brasil está na rota da inovação da indústria automotiva. "Atuamos há 13 anos no País com duas grandes fábricas e temos visto, principalmente nos três últimos, que a economia em ascensão tem aumentado o poder de consumo dos brasileiros, inclusive de veículos. Com esse vigor, a indústria automotiva no Brasil só tende a crescer nos próximos anos." 

O otimismo em relação ao Brasil é o mesmo da Dassault Systèmes. Sappin, como poucos estrangeiros, já conhece o Inovar-Auto, e acredita que os negócios da empresa de tecnologia só tendem a aumentar no País com o novo regime. 

"Com o crescimento dos investimentos na produção local, será necessário desenvolver e gerenciar novos projetos com a ajuda da plataforma 3D Experience da Dassault Systèmes, as mais completas do mercado. Apostamos no aumento da procura pelos nossos softwares tanto por montadoras, como por fornecedores de autopeças instalados no País. Os benefícios da computação na nuvem chegam em boa hora para o Brasil."

Fonte:Automotive Business



Comentários


Nenhum comentário no momento!



Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 9-9208-9621 (WhatsApp) | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento