noticias


27/11/2013 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Honda começa investimento de R$ 1 bi em Itirapina
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Situada entre Rio Claro e São Carlos, a cerca de 200 quilômetros da capital paulista, a pequena Itirapina foi a cidade escolhida pela Honda para sua segunda fábrica de automóveis no Brasil, com investimento de recursos próprios de R$ 1 bilhão. A unidade começa a ser construída em um terreno de 5,8 milhões de metros quadrados, hoje ocupado por grande canavial. A área construída total ocupará entre 370 mil e 380 mil metros quadrados. 

Quando concluída, até o fim de 2015, a fábrica deve gerar 2 mil empregos diretos. Se cada um desses postos for ocupado por um itirapinense, 13,3% da população local será de empregados da Honda, já que a cidade tem 15 mil habitantes. Ao ressaltar as qualidades de Itirapina, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, citou a proximidade das rodovias Washington Luís e Bandeirantes, de aeroportos (Viracopos e da própria Itirapina) e de uma ferrovia.

A capacidade instalada em Itirapina será a mesma de Sumaré: 120 mil veículos por ano montados em dois turnos de trabalho, o que dobrará o volume potencial de produção de automóveis da Honda no Brasil. O primeiro carro a sair da futura linha de montagem será o novo Fit (já mostrado no Japão). "A fábrica terá processos modernos de estamparia, soldagem da carroceria com robôs de alta velocidade e pintura à base d'água de três camadas", afirma o diretor-executivo da Honda Automóveis, Carlos Eigi Miyakuchi. 

"A terraplenagem começa ainda no fim de 2013. No meio de 2014 as paredes começam a ser erguidas. Entre o fim do próximo ano e início de 2015 começa a instalação dos equipamentos", diz o executivo. A produção de plásticos e componentes de motor e transmissão ficará concentrada em Sumaré, onde já se produzem esses itens. 

Miyakuchi afirma que não há detalhes sobre futuros fornecedores e se haverá ou não alguns deles instalados ao redor da nova fábrica: "Mas certamente teremos um número maior que o atual", garante Miyakuchi, alegando que a montadora pretende ter índice de nacionalização médio de 80%. "Nosso foco será nacionalizar componentes ainda importados pelos fornecedores", diz. 

PRODUÇÃO COMEÇARÁ COM FIT

O carro escolhido pela Honda para inaugurar a linha de montagem foi o novo Fit, recém-apresentado no Japão. Mas como o modelo já é um dos três produzidos em Sumaré (ao lado de City e Civic), já em 2014 ele receberá essa mesma atualização na linha de montagem atual. 

"Poderemos produzir o mesmo carro nas duas unidades", diz Miyakuchi. Contudo, é pouco provável que isso ocorra. Tudo indica que Itirapina montará o Fit e o novo utilitário esportivo Vezel, recém-apresentado no Salão de Tóquio e concebido sobre a mesma plataforma do Fit.

A Honda continua descartando a fabricação de um carro mais despojado, mas em breve poderá conceber um modelo desse tipo em seu novo centro de pesquisa e desenvolvimento. 

DESENVOLVIMENTO PARA BRASILEIROS

Decorrente de um investimento de R$ 100 milhões anunciado no Salão do Automóvel de 2012, ficou pronto o centro de pesquisa e desenvolvimento da Honda no Brasil, que empregará cerca de 300 engenheiros. As instalações ficam dentro das dependências da fábrica de automóveis de Sumaré e começam a funcionar no início de 2014. 

Ali serão desenvolvidos produtos adequados ao gosto do consumidor brasileiro. Com a nova área será possível criar um carro compacto mais acessível do que o Fit e com desenho, dimensões e preço final compatíveis com aquilo que o mercado estiver disposto a pagar.

Fonte:Automotive Business



Comentários


Nenhum comentário no momento!



Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 9-9208-9621 (WhatsApp) | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento