noticias


11/03/2014 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
GM: novo investimento deve ser anunciado no 1º semestre.
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

A General Motors prepara um novo ciclo de investimento no Brasil com foco em renovação de portfólio e aumento de capacidade produtiva, anúncio que deve ser feito ainda neste primeiro semestre, afirma o presidente da GM no País, Santiago Chamorro. Contudo, a empresa analisa diversos fatores que pesam sobre a decisão: 

"Estamos de olho no cenário de 2014 e avaliando todas as perspectivas para tomar decisões sobre capacidade", reforçou Chamorro após cerimônia de entrega da certificação internacional de sustentabilidade LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) para a fábrica de motores de Joinville (SC), na quarta-feira, 12.

Segundo o executivo, ainda não há definição do valor estimado ou se o aporte será dedicado exclusivamente a uma fábrica, como o complexo de São José dos Campos: "Nossa ideia de renovação de produtos passa por todas as fábricas e renovação sempre traz atualização e adaptação das plantas". 

Fatores como manutenção do mercado e a iminente queda das exportações de modelos da marca figuram o topo da lista de itens que vão influenciar sobre a decisão de investir em aumento da capacidade produtiva no País. 

"Avaliando o cenário para 2014, indicamos manutenção dos volumes de vendas, mais ou menos com o mesmo nível do ano passado, para algo como 3,75 milhões de unidades, mas se olharmos para a média diária de vendas, há uma tendência de queda. Esta dinâmica também está sendo observada no mercado argentino, para o qual o Brasil destina mais de 70% de seu volume de exportação", acrescenta. 

Os números da própria GM mostram a decadência das vendas na Argentina: enquanto a marca enviou 74 mil veículos para lá em 2013, a estimativa para este ano é que este volume não ultrapasse as 54 mil unidades. No geral, as exportações da GM somaram 104 mil unidades no ano passado e para 2014 as projeções apontam para volume entre 70 mil e 80 mil, incluindo conjuntos de CKD. 

Já para o mercado doméstico, Chamorro indica que este ainda sentirá os efeitos conjunturais da economia, como a alta dos juros, o menor apetite dos bancos em conceder crédito, além da pressão dos preços a partir da desvalorização do real sobre o dólar. Mas o cenário desafiador não tira o otimismo de Chamorro, que promete dois lançamentos de veículos neste ano para o mercado brasileiro, mas ele prefere não dar quaisquer pistas sobre quando e de quais categorias. 

Fonte: Automotive Business



Comentários


Nenhum comentário no momento!



Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 9-9208-9621 (WhatsApp) | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento