noticias


14/04/2014 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Freudenberg registra recorde de vendas.
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

O Grupo Freudenberg apurou vendas recordes em 2013 ao encerrar o período com faturamento de ? 6,62 bilhões, 4,74% a mais do que o registrado no ano anterior, informa em comunicado. Apesar do faturamento positivo, o EBIT, lucro antes dos impostos, recuou 13,9% no fechamento de 2013, para ? 457,3 milhões, enquanto o lucro líquido teve queda de 8,8%, ao totalizar ? 398,8 milhões. 

Para o presidente do conselho de administração do Grupo Freudenberg, Mohsen Sohi, o resultado consolida a empresa em uma fase inovadora e bem sucedida: "Apesar de um ambiente econômico desafiador e dos efeitos negativos da taxa de câmbio, crescemos de forma lucrativa e sustentável. As vendas aumentaram em quase todas as áreas de negócio". 

Em seu relatório, o grupo destacou o Brasil, onde anotou vendas recordes, ao atingir faturamento líquido de ? 692 milhões, aumento de 10,4% com relação ao resultado do ano anterior. Ainda em 2013, a empresa investiu R$ 27 milhões no País, para a ampliação e modernização dos parques industriais na divisão Freudenberg Não Tecidos e Freidenberg-NOK, além da inauguração da unidade da divisão de filtragem em Jacareí (SP) e o novo escritório do grupo na região localizada em Alphaville (SP).

"Tivemos um ano muito positivo, de grandes conquistas e investimentos na nossa estrutura corporativa e fábricas, o que deverá contribuir de maneira significativa para os nossos resultados nos próximos anos. Em 2014, continuaremos a investir na mesma proporção, pois para o grupo é essencial elevar a representatividade local no faturamento mundial e nossa perspectiva é continuar a crescer bem acima do PIB", afirma Juan Carlos Borchardt, representante regional do Grupo Freudenberg na América do Sul.

No relatório financeiro externo, pela primeira vez o grupo levou em consideração as novas normas IFRS 10, 11 e 12 de relatórios financeiros. Desta forma, as joint ventures em que a Freudenberg não exerce controle industrial não são incluídas nas demonstrações financeiras consolidadas como 50% de participação, mas foram consolidadas pela primeira vez pelo método de equivalência patrimonial. Isso resulta em mudanças significativas no que diz respeito aos valores de vendas, total de ativos e número de colaboradores. As empresas NOK-Freudenberg Group China, TrelleborgVibracoustic e Freudenberg NOK Mecatrônica (agora Enmech) foram consolidados pelo método de equivalência patrimonial.

Fonte: Automotive Business



Comentários


Nenhum comentário no momento!



Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 9-9208-9621 (WhatsApp) | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento