noticias


14/08/2014 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
HVCC abre sua primeira fábrica no Brasil
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

A Halla Visteon Climate Control (HVCC), empresa nascida em 2013 com a integração das operações de sistemas de climatização automotiva da Halla e Visteon, inaugurou sua primeira fábrica no Brasil e no Hemisfério Sul na quarta-feira, 13, em Atibaia, interior de São Paulo. Este será o 19º país e a 35ª planta da HVCC. A unidade inicialmente vai montar módulos de controle HVAC (sigla em inglês para aquecimento, ventilação e ar-condicionado), instalados atrás do painel dos carros. Os dois primeiros clientes no mercado brasileiro são Ford, já era atendida anteriormente pela Visteon, e a chinesa Chery, que inaugura no fim deste mês sua fábrica em Jacareí (SP).

"O Brasil é estratégico para nosso crescimento, é o quarto maior mercado de veículos do mundo e abriga a quase todos os fabricantes globais. Precisávamos desta fábrica para ser competitivos para nossos clientes instalados aqui", afirma Yong-Hwan Park, presidente mundial HVCC, hoje a segunda maior fornecedora de sistemas de climatização automotiva no mundo. "Ainda estamos começando, mas temos grandes expectativas de crescer no País, pois já atendemos muitos clientes que estão trazendo seus projetos globais para cá", acrescentou ele em entrevista a Automotive Business. O executivo não revela o valor aplicado para construir a fábrica brasileira nem o montante do programa de investimento dedicado ao Brasil, apenas garante que não faltarão recursos para atender a demanda.

A decisão de montar a fábrica de Atibaia foi anunciada em dezembro do ano passado. Apenas seis meses depois a unidade ficou pronta, instalada em um galpão já construído de 3 mil metros quadrados, localizado dentro de um condomínio industrial à margem da Rodovia D. Pedro I. A operação começou no fim de junho com 40 empregados trabalhando em um só turno de oito horas, com cerca de um terço da capacidade produtiva. A produção poderá chegar a 350 mil módulos HVAC por ano em três turnos com 100 funcionários. Também está nos planos a fabricação de trocadores de calor e mangueiras. "Caso seja necessário já existe área para expansão, temos um acordo com o condomínio para ocupar um espaço maior se a demanda crescer", informa Andreas Jancso, diretor geral da HVCC Brasil.

A HVCC produz todos os elementos dos sistemas de climatização automotiva, incluindo radiadores/condensadores, compressores, evaporadores e dutos, mas em Atibaia, ao menos por enquanto, só vai montar os módulos HVAC. "É o que os clientes querem no momento, mas claro que nossa intenção é aumentar o número de componentes fornecidos. Podemos fornecer todo o sistema. É para isso que temos 35 plantas no mundo, para estar ao lado dos clientes", diz Park. "Já estamos em negociações com um terceiro cliente no País, que deve ser confirmado em breve", adianta Jancso. "O potencial é grande. Esperamos aumentar rapidamente nossa carteira de clientes", afirma o diretor.

No momento, o foco da mais nova fábrica do grupo é o Brasil e não há planos de exportação. "Existem oportunidades na América do Sul, como na Argentina, mas isso fica para o futuro. Vamos começar atendendo somente o mercado brasileiro", diz Jancso.

GIGANTE DA CLIMATIZAÇÃO

A fusão da Halla com a Visteon para formar a HVCC, anunciada no início de 2013, criou a segunda maior fabricante de sistemas de climatização automotiva do mundo. A integração das operações promoveu um salto no faturamento do ano passado, de US$ 5 bilhões, 42% maior do que o registrado em 2012; e fez o lucro líquido avançar 27,5%, para US$ 301 milhões. Os investimentos em pesquisa e desenvolvimento também cresceram, de forma ainda mais expressiva, 160%, de US$ 68 milhões para US$ 169 milhões em 2013.

"Esses números mostram apenas uma parte dos bons resultados. A integração das duas empresas criou grandes potenciais de sinergias. Por exemplo, agora podemos desenvolver um só compressor para nossos sistemas, mas há muito mais a ganhar", explica Robert Hickson, chefe de finanças (CFO) da HVCC e presidente para as Américas.

A Halla, antiga HCC, foi fundada em 1986 na Coreia do Sul, a partir da associação da Ford com a coreana Mando Machinery. Em 1999, a corporação passou a ser controlada pela Visteon, divisão de autopeças da Ford que naquele ano tornou-se independente e levou junto a participação de 70% na HCC.

Embora sócias, Halla e Visteon continuaram atuando de forma independente no segmento de climatização automotiva, até março de 2013, quando aconteceu a integração acionária total do negócio. "Houve problemas que impediram que a integração fosse feita antes", lembra Hickson. Pouco tempo depois de separar-se da Ford, nos anos 2000 a Visteon entrou em concordata nos Estados Unidos e passou por reestruturação de suas operações globais. Por isso a natural fusão na área de climatização com a HVCC teve de esperar - e agora acontece também no Brasil.

Ainda sem nenhuma participação da América do Sul, em 2013 mais de um terço do faturamento da HVCC (34%) veio das vendas no próprio país sede, a Coreia, onde a empresa atende a 70% das compras de sistemas de ar-condicionado da Hyundai. A segunda maior fonte é a Europa, com 29% das vendas, seguida pela China, 15%, e América do Norte, 13%. Entre os maiores clientes globais, além de Hyundai e Kia, estão Ford, BMW e Mercedes-Benz.

Fonte: Automotive Business



Comentários


Nenhum comentário no momento!



Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 9-9208-9621 (WhatsApp) | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento