noticias


20/02/2015 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Jeep Renegade já é produzido em Pernambuco.
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

 

A fábrica da Fiat Chrysler (FCA) em Goiana (PE) iniciou na quinta-feira, 19, a produção comercial do Jeep Renegade, segundo confirmou a empresa em comunicado distribuído à imprensa. A distribuição dos veículos à rede formada por cerca de 120 lojas em todo País começa antes mesmo da inauguração oficial da unidade, prevista para o fim de abril, em data ainda dependente da conciliação de agendas de executivos e autoridades - incluindo a presidente Dilma Rousseff. Os primeiros carros prontos para venda ao cliente final são montados após cerca de quatro meses de testes na planta pernambucana, que desde outubro já produziu 250 modelos pré-série, para avaliação dos processos de manufatura e do produto com seus mais de 2 mil componentes, informa a FCA. 

"O primeiro carro destinado a um cliente é um marco importante na trajetória da FCA. Sua produção atesta a eficiência da fábrica que construímos em Goiana, incorporando as melhores práticas industriais acumuladas pelo grupo em todo o mundo", ressaltou em nota Stefan Ketter, vice-presidente mundial de manufatura da FCA que em 2013 foi destacado para tocar o Projeto Pernambuco. "É também um passo fundamental para multiplicar as vendas da marca Jeep no Brasil, contribuindo para torná-la uma força global", acrescentou. 

Em conversa no início de fevereiro, Cledorvino Belini, presidente da FCA América Latina, disse que a fábrica de Goiana inicia suas operações com cerca de 2 mil empregados - mil já estavam contratados e outros mil deveriam ser contratados. Mais mil devem iniciar os trabalhos em breve no parque de fornecedores formado por 16 empresas. Quando estiver a pleno vapor, produzindo 250 mil unidades/ano, a planta deverá empregar 4,5 mil pessoas, número sobe para 9 mil quando somados os funcionários dos fornecedores. 

Segundo a FCA, no fim de julho de 2014 mais de 200 profissionais retornaram de treinamentos no exterior em fábricas de referência do grupo na Itália, Sérvia e Estados Unidos. Eles trabalharam como multiplicadores de conhecimento para a planta de Pernambuco, que inaugura um novo modelo de gestão das pessoas, com redução de níveis hierárquicos. De acordo com a empresa, todos os funcionários, de todas as funções, vão influenciar os processos de decisão. 



NOVO POLO AUTOMOTIVO

Com investimento de R$ 4,5 bilhões, a fábrica de Goiana é a primeira do grupo após a criação da FCA, no começo de 2014, após a fusão acionária total da Fiat com a Chrysler. O que inicialmente era um empreendimento só da Fiat no País, anunciado no fim de 2010, deverá produzir carros das duas marcas, Jeep e Fiat. 

Durante a apresentação do plano estratégico mundial da FCA para o período 2014-2018, em maio do ano passado, Ketter revelou que inicialmente estão programados três novos veículos para a planta pernambucana, todos sobre uma mesma plataforma, denominada por ele "small-wide" (algo como "pequena e larga"). O primeiro deles é o Jeep Renegade. Ainda em 2015 deve entrar em produção uma picape média Fiat, para competir com Chevrolet S10 e Ford Ranger. Em 2016 será a vez de um crossover. 

A mais moderna planta da FCA, segundo confirma a empresa, tem flexibilidade para a produção de diversos modelos simultaneamente, com capacidade máxima de 250 mil veículos por ano, para atender todos os mercados da América Latina. Instalada em área construída de 260 mil metros quadrados, a fábrica tem cinco edifícios principais: estamparia (prensas), funilaria (soldagem), pintura, montagem e centro de comunicação (local por onde passam todos os veículos depois de cada fase de fabricação). A FCA explica que esse formato permite a rápida solução de problemas. 

O polo automotivo de Goiana abriga também o "Supplier Park", onde já estão instalados 16 fornecedores, em 12 edifícios, para a produção de 17 linhas de componentes. Eles vão suprir inicialmente cerca de 40% da demanda de partes e sistemas da planta. Somadas as peças que vêm de outras partes do País, o Renegade nasce com 70% de índice de nacionalização. Já está prevista a construção de um segundo parque de fornecedores em Goiana. 

De acordo com estudo das consultorias Ceplan e Diagonal, encomendado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Sdec), o poder de irradiação econômica da fábrica da FCA em Goiana pode gerar 47,5 mil empregos diretos e indiretos da fase de implantação até o pico de operação. A contribuição da planta para o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado é estimada para alcançar 6,5% em 2020. 

RENEGADE, EM BREVE NAS RUAS

Apresentado ao público brasileiro pela primeira vez no Salão do Automóvel de São Paulo, em outubro passado, o SUV compacto Renegade deve começar a ser vendido em cerca de dois meses na rede de 120 concessionárias Jeep no Brasil - número que deve subir para 200 até o início de 2016. 

"Uma das maiores oportunidades para o crescimento da Jeep está no Brasil", diz em comunicado Mike Manley, CEO global da marca Jeep. "Agora temos um veículo produzido no País que se encaixa perfeitamente ao mercado latino-americano, com capacidade 4×4 e tecnologia única no segmento. O Renegade reúne como nenhum outro o espírito de aventura e a iniciativa do povo brasileiro e vai atrair milhares de novos consumidores para a nossa marca", avalia. 

O Renegade será vendido em três versões de acabamento, Sport, Longitude e Trailhawk, que terão duas opções de motorização: o já conhecido 1.8 flex E.TorQ da Fiat e o inédito turbodiesel 2.0 MultiJet II. O cliente poderá escolher ainda três tipos de transmissão (manual de cinco marchas ou automática de seis ou nove velocidades) e três tipos de tração (4×2 dianteira ou 4×4 de dois tipos).



Comentários


Nenhum comentário no momento!



Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 2384-1036 | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento