noticias


02/04/2015 -
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Iveco vai investir R$ 650 milhões no País.
 
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Iveco, divisão de produção de caminhões da CNH Industrial, confirmou investimento de R$ 650 milhões em sua operação no Brasil, onde tem fábrica instalada em Sete Lagoas (MG). A informação foi revelada pelo presidente da CNH para a América Latina, Vilmar Fistarol, ao jornal Valor Econômico em reportagem publicada na quarta-feira, 1º. Segundo o executivo, os aportes já foram iniciados há um ano, em abril de 2014, e devem se estender até o fim de 2016, mas só agora a empresa consolidou a cifra exata a ser aplicada. Em novembro passado, em entrevista à revista Automotive Business (leia aqui), Fistarol havia confirmado apenas o aporte de R$ 100 milhões pelos próximos dois anos (2015 e 2016) para aumentar a nacionalização dos caminhões Iveco produzidos no País. 

De acordo com o programa divulgado, no entanto, o esforço de nacionalização receberá volume bem maior de recursos: mais de um terço dos R$ 650 milhões, em torno de R$ 250 milhões, será aplicado para aumentar o conteúdo nacional dos veículos produzidos em Sete Lagoas, que hoje têm índice médio de localização acima de 60%. Já é o suficiente para financiar os produtos pelas taxas atrativas da linha Finame/PSI do BNDES, mas segundo a empresa objetivo é reduzir a exposição desfavorável ao câmbio, que no último ano tornou caras as importações de componentes. "Para quem tem uma ampla linha de produtos como nós, é complicado administrar a cadeia de valor sem altos índices de nacionalização. Com a complexidade da manufatura e o sobe-e-desce do mercado, não dá para gerenciar os tempos de produção com peças importadas. Por isso esse é um investimento que tem a ver com ganho de competitividade", explicou Fistarol na entrevista a Automotive Business

Entre os alvos do programa de aumento de nacionalização da Iveco, está a criação de um condomínio de fornecedores em Sete Lagoas, com a produção local de componentes estratégicos. Este é um projeto antigo, a construção do parque com 12 fornecedores chegou a ser anunciada em 2012 (leia aqui), mas até agora não decolou. Segundo a reportagem do Valor, 20 fabricantes de autopeças seriam instaladas inicialmente no distrito industrial próximo à planta mineira. Em outubro passado, a Iveco realizou um encontro com 40 empresas interessadas em participar do empreendimento. 

A Iveco estuda também a possibilidade de passar a fabricar componentes próprios no Brasil, como transmissões, como já faz na Europa - aqui o componente é comprado da ZF atualmente. Além disso, Fistarol citou ao Valor oportunidades de nacionalização de peças de cabine e suspensão hoje importadas da China e Europa. 

A segunda maior porção do investimento, R$ 237 milhões, será aplicada em pesquisa e desenvolvimento, principalmente para atualização de produtos e ampliação de algumas famílias, como o caminhão semipesado Tector que ainda este ano deve ganhar uma versão de 17 toneladas de peso bruto total (PBT). 

Por fim, pouco mais de R$ 160 milhões serão investidos na modernização de processos industriais da fábrica de Sete Lagoas, que deverá receber novas máquinas para aumentar produtividade e qualidade. 

O investimento é anunciado em um momento de profunda baixa do mercado de caminhões no País e quedas ainda mais pronunciadas da Iveco. Em 2014 foram vendidos 8,8 mil unidades da marca no Brasil, o que significou recuo de 23,5% sobre 2013 e perda de um ponto porcentual de market share, fechando o ano com 6,4% de participação, em sexto lugar no ranking dos maiores fabricantes de caminhões.

 

FONTE - AB 



Comentários


Nenhum comentário no momento!



Cadastre o seu comentário
 
Titulo:
Nome:
Email:
 
Comentário

(0 / 1000)
Receber comentários por email:
 
 



Voltar

 


RH AUTOMOTIVE
contato@rhautomotive.com.br (11) 2384-1036 | (11) 3777-3906
RH AUTOMOTIVE - todos os direitos reservados | Desenvolvimento